London Pride

0
279

Orgulho em Londres ou Pride é um festival anual do orgulho LGBT e desfile realizado a cada verão em Londres. 

O evento, que antes era administrado pela Pride London, às vezes é chamado de London Pride.

O Pride in London celebra a diversidade das comunidades LGBTQ (lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros, queer) com o colorido Pride in London Parade, bem como os eventos festivos gratuitos que acontecem em Trafalgar Square. Este evento reúne milhares de pessoas de todos os gêneros, etnias, sexualidades, e também muitas pessoas de diferentes raças.

É um dos mais antigos do país e atrai cerca de 1,5 milhão de visitantes à cidade. Os eventos e a localização do festival em Londres variam a cada ano, no entanto, a parada do Orgulho é o único evento anual a fechar a icônica Oxford Street de Londres. 

A Parada do Orgulho Gay de 2015 pelas ruas de Londres atraiu 1 milhão de pessoas, tornando-se o 7º maior evento gay do mundo e a maior Parada do Orgulho Gay e evento Gay já realizado no Reino Unido, e o Orgulho de 2019 atraiu mais de 1,5 milhões de pessoas, tornando-se o maior Orgulho do Reino Unido.

Seguindo a história, podemos conhecer um pouco mais através desta linha do tempo explicativa sobre a marca de resistência que o Pride London resistiu:

O Pride foi organizado por várias organizações desde o primeiro Rally Gay Pride oficial do Reino Unido, que foi realizado em Londres em 1 de julho de 1972 (escolhido como o sábado mais próximo ao aniversário dos motins de Stonewall em 1969) com aproximadamente 2.000 participantes na época.

 As primeiras marchas ocorreram em novembro de 1970 com 150 homens caminhando por Highbury Fields no norte de Londres. 

Em 1981, a marcha e comício de costume do Orgulho não foi realizada em Londres, mudando para Huddersfield em vez disso como um ato de solidariedade com a comunidade gay de Yorkshire, que alegou que a Polícia de West Yorkshire os estava perseguindo repetidamente invadindo o Gemini Club, uma boate importante no Na época, norte da Inglaterra.

Em 1985, representantes de grupos de mineração se juntaram ao grupo de Lésbicas e Gays Apoiam os Mineiros (LGSM) na marcha. Isso foi em reconhecimento ao apoio dado aos mineiros em greve pelo LGSM.

A polêmica da Seção 28 de 1988 fez com que o número de protestos aumentasse.

Desde 1983 a marcha era chamada de “Orgulho Gay e Lésbico” e na década de 1990 tornou-se mais um evento de carnaval, com grandes encontros no parque e uma feira após as marchas. Em 1996, após uma votação dos membros do Pride Trust, o evento foi renomeado para “Orgulho Lésbico, Gay, Bissexual e Transgênero” e se tornou o maior festival de música gratuito da Europa.

Em 1992, Londres foi selecionada para realizar o primeiro Europride, com público estimado em 100.000; 

Londres realizou novamente o Europride em 2006 com uma estimativa de 600.000 participantes.

Em 1998, o Pride Trust tornou-se insolvente e nenhum evento foi organizado naquele ano. Alguns acreditavam que a decisão de torná-lo um evento exclusivo para ingressos desempenhou um papel no evento de 1998 não acontecer. 

Nos anos seguintes, outra organização comercial administrou o que chamou de ‘London Mardi Gras’ antes de deixar de pagar sua conta pelo uso do Hyde Park e ser incapaz de realizar mais eventos sem saldar a dívida.

‘Pride London’ foi formada em 2004, desde então um comício político em Trafalgar Square foi realizado logo após o desfile e, mais recentemente, a Pride London organizou vários outros eventos no centro de Londres no Pride Day, incluindo o festival de música Big Gay Out em Finsbury Park em 2004, e em 2006 ‘Drag Idol’ em Leicester Square , um palco feminino no Soho e uma festa na Soho Square. 

Em 2004, recebeu o status de instituição de caridade registrada.

O evento de 2012 foi o WorldPride , embora este fosse o último evento organizado pela Pride London.

Em 26 de fevereiro de 2021, foi anunciado que a Pride em Londres aconteceria no fim de semana de 11 de setembro de 2021

O evento também é apoiado pelo prefeito de Londres.

Os voluntários:

A Pride in London é dirigida por um grupo de voluntários apaixonados por igualdade e diversidade. 

Se trata de uma organização sem fins lucrativos e os fundos excedentes que arrecadam são usados ​​para apoiar as comunidades LGBT + e melhorar o evento. Juntos, administram o maior e mais diversificado orgulho do Reino Unido, e seu trabalho é garantir que forneçam uma plataforma para todas as partes das comunidades LGBT + de Londres (lésbicas, gays, bissexuais, trans *, queer, questionadores, intersex, não binários, pessoas assexuadas, polissexuais, gêneroqueer e variantes de gênero).

Para aumentar a conscientização sobre as questões LGBT + e fazer campanha pelas liberdades que lhes permitirão viver suas vidas em pé de igualdade genuíno.

Desde Pride ‘s Got Talent, que ajuda a mostrar a criatividade em suas comunidades, até o desfile anual no coração do West End.

Contando também com o incrível festival de duas semanas em toda a cidade que antecede o fim de semana do Pride.

Tudo é projetado para oferecer às pessoas LGBT + uma plataforma para serem visíveis e falarem em voz alta para o resto da cidade sobre o que conquistaram, o quão longe chegaram e o que ainda falta. 

Pride in London inclui pessoas de todas as raças e religiões, sejam deficientes ou fisicamente aptos, e todas as sexualidades e gêneros, incluindo lésbicas, gays, bissexuais, assexuados, queer, questionadores, intersexuais, trans *, genderqueer, variantes de gênero ou não binários como bem como aliados heterossexuais e cis. 

Cerca de 150 pessoas se voluntariam o ano todo para ajudar a entregar o que se tornou um Orgulho de classe mundial. 

Já se conta com um grupo bastante diverso e a igualdade de gênero é sempre uma consideração importante. 

Todos são bem-vindos a participarem do evento como apoiadores da causa ou visitantes. O evento espera pelo respeito à diversidade e busca acolher quem procura conhecer mais a respeito da luta de suas comunidades.

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Preencha seu nome aqui